Dom Bosco ensinando a rezar

Sua prece não foi atendida? Reclame

com São Bernardo

  RECOMENDO, com toda a minha alma, que cada um de vós reze a Maria Santíssima. Ela é poderosíssima no Céu, e toda graça por Ela pedida ao seu Filhinho Divino logo Lhe é concedida.

Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por nós!

 Por esta razão vos recomendo tanto quanto sei e posso, desejando que meu conselho seja gravado em vossa mente e em vosso coração, que invoqueis sempre o nome de Maria, sobretudo com esta jaculatória: Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por nós. É uma oração breve e comprovadamente muito eficaz. Aconselhei-a já a muitas pessoas e todas, ou quase todas, disseram-me que obtiveram bons resultados. E até agora nenhuma veio comunicar-me que não obteve a graça solicitada.

 Todos nós temos misérias, necessitamos de ajuda. Quando, pois, quiserdes obter alguma graça espiritual, tomai o costume de recitar esta jaculatória. Por “graça espiritual” se pode entender que sejamos libertados das tentações, das aflições de espírito, da falta de fervor, da vergonha na Confissão, que torna penosa demais a acusação dos pecados.

 A oração deve ser feita com insistência, com perseverança, com fé, com verdadeiro desejo de que sua solicitação seja atendida.

 Se eu souber que algum de vós rezou bem, mas em vão, minha vontade é de escrever uma carta a São Bernardo de Claraval, comunicando-lhe que ele errou ao redigir sua famosa oração.

 Pois ele afirma: “LEMBRAI-VOS, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que tenha recorrido à vossa intercessão, implorado a vossa assistência, reclamado o vosso socorro, fosse por Vós desamparado…” (Resumido de “Arautos do Evangelho” nº 209, p. 26-28)

São João Bosco (1815-1888) foi um sacerdote católico italiano, fundador da Congregação Salesiana, dedicada à educação de meninos pobres. Foi canonizado em 1934 pelo Papa Pio XI.