Igreja Católica, campeã da caridade

Tendo como finalidade principal salvar almas,

ela é a mais antiga instituição e

a maior família religiosa do Planeta,

com 1,2 bilhão de adeptos

  NOTÍCIA é um produto que nunca falta no shopping da informação. Boas ou más, verdadeiras ou falsas (fake news), elas abarrotam as prateleiras, estejamos em tempo de vacas gordas ou de vacas magras. O difícil é o cidadão comum fazer o julgamento e formar sua opinião. Muitas coisas que merecem maior atenção, acabam ficando esquecidas, pois se perdem na inflação noticiosa.

 Uma delas é, seguramente, a atuação social da Igreja Católica. É a mais antiga instituição do Planeta, com 1,2 bilhão de seguidores, constituindo, em escala mundial, a maior família religiosa e a maior instituição caritativa.

 Devido à enorme pulverização de suas instituições, presentes até nas mais remotas capilaridades das populações, torna difícil o trabalho das estatísticas.

 Mas não impossível. O “Anuário Estatístico da Igreja”, última edição, informa que ela administra mais de 115.000 institutos sanitários, de assistência e beneficência em todo o mundo, assim distribuídos:

 5.167 hospitais;

17.322 dispensários;

15.700 casas para idosos, doentes crônicos e deficientes;

10.124 orfanatrófios;

11.596 jardins da infância;

14.744 consultórios matrimoniais;

 3.663 centros de educação e reeducação social;

 648 leprosários;

36.386 instituições diversas. 

 Com esses números, a Igreja Católica merece ser considerada um parceiro importante na prestação de serviços de saúde às nações menos favorecidas.

 Se voltarmos os olhos para a instrução e a educação, vemos a Igreja administrando no mundo:

68.119 escolas maternais, frequentadas por 6.522.320 alunos;

92.971 escolas primárias onde estudam 30.973.114 alunos;

42.495 escolas superiores médias com 17.114,730 alunos.

(Fonte: Site da Arquidiocese de Belém – PA)

 A estes dados poderiam ser acrescentadas muitas informações, relacionadas especificamente com a atividade espiritual, como Missas, sacramentos etc. Pois todo esse esforço tem como fundo de quadro o amor desinteressado ao próximo, com vistas à salvação eterna.

 O que as estatísticas nunca poderão informar são os resultados finais da atuação católica, pois estão guardados a sete chaves nos cofres dos segredos divinos: quantas almas foram salvas? Saberemos no Céu! #