Conversão de São Paulo

25 de janeiro

De perseguidor dos cristãos a

Apóstolo de Cristo

  ZELOSO pela religião segundo a cartilha do Sinédrio, judeu, fariseu, cidadão romano, inteligente, arrogante. Com pouca idade, Saulo já tinha muito ódio dos adeptos de Cristo, a Quem certamente nem conheceu.

 Embora nascido em Tarso, na atual Turquia, estudou em Jerusalém, onde não faltavam mestres em deicídio. Pelo jeito foi bom aluno, pois ainda menor de idade já o vemos apoiando o martírio de Santo Estêvão (cf Atos 7, 58).

 Ensinaram-lhe que os seguidores de Cristo formavam uma seita de fanáticos, que deveria ser extinta. Estava convicto de que, perseguindo-a, agradava a Javeh.

 Ano 36 da era cristã. Saulo está indo a Damasco com alguns soldados. No bolso leva cartas dos chefes religiosos autorizando a caça e prisão de seguidores do que aprendeu a qualificar de seita. Pois só respira ameaças e morte contra os discípulos do Senhor.

 Subitamente, em pleno meio dia, uma luz mais forte que o sol envolve a todos. Saulo cai por terra, apavorado, e percebe que está cego. Uma voz ouvida só por ele, diz:

Conversão de S. Paulo
Luz forte e voz poderosa convertem Saulo

  – Saulo, Saulo, por que me persegues?

 – Quem és, Senhor?

  – Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro te é recalcitrar contra o aguilhão.

 – Senhor, que queres que eu faça?

  – Levanta-te, entra na cidade. Ali te será dito o que deves fazer.

 Após esta cena, Jesus diz para ele se apresentar a Ananias, em Damasco. Aí, recupera a vista, é batizado e instruído na doutrina cristã.

 O perseguidor Saulo, em poucos instantes é transformado em Paulo, o maior apóstolo de Jesus Cristo em todos os tempos.

 Sua história prodigiosa e seus escritos cheios de Fé estão na Bíblia, ou seja, nos Atos dos Apóstolos e nas suas 13 epístolas.

 A Igreja Católica comemora sua conversão no dia 25 de janeiro, e sua morte no dia 29 de junho, junto com São Pedro. #

Grupo de Estudos e Pesquisas

Leigos que professam a religião católica, apostólica, romana, e se consagram a Nossa Senhora segundo o método de São Luís Grignion. Há bacharéis em teologia, missionários, escritores, professores, estudantes. Alguns colaboram em revistas, boletins e sites, ou exercem voluntariado em entidades beneficentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *