Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

27 de junho

Pintura inspirada em tela de São Lucas opera prodígios

por toda parte até os dias de hoje

  TUDO começa com outra pintura, do século I. O pintor é também evangelista, contemporâneo de Maria. A tela de Lucas transpõe fronteiras geográficas e de tempo. E serve de inspiração para outros pintores marianos. Multiplica-se.

 Um bonito quadro de Maria ─ pintado no século XIII por um artista não identificado ─ está na ilha de Creta. Em 1496, um negociante com muita ganância e nenhuma piedade, furta-o, levando escondido para Roma, a fim de vendê-lo.

 Mas a pintura está operando milagres! Como fazer? Indeciso, morre sem executar a ordem de Nossa Senhora: entregue o ícone para uma igreja! Só em 1499 o quadro é levado para a igreja de São Mateus, na Via Merulana. Aí são 300 anos de peregrinações, graças e prodígios.

 Até que, na década de 1790, o flagelo das guerras napoleônicas devasta a Itália, arrasando 30 igrejas só em Roma. O quadro milagroso de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é salvo, mas esquecido…

 Na metade do século XIX é encontrado. Então o papa incumbe os padres redentoristas de cuidarem dele e divulgarem pelo mundo afora a devoção do socorro perpétuo de Nossa Senhora. #

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *